terça-feira, maio 15, 2012


“Relação estranha essa nossa. Mas se tratando da gente, não poderia ser diferente. Estou há mais de cinco minutos tentando encontrar as palavras certas para nos descrever, mas não as encontro. Não sei quais usar. É quase impossível sintetizar. Não sei se nos falta sentimento ou se somos sentimentalistas demais a ponto de esconde-lós. Chego a pensar que fazer ciúmes se tornou um hábito. Já é natura...l. Ninguém joga tão bem “quem ignora mais” do que nós. Mas é engraçado. A gente não discute. Não esse tipo de discussão que você esta acostumado a ver todos os dias. Nós somos diferente. Falamos com os olhos. Gostamos de indiretas. Nunca vi e nem ouvi nenhum de nós dois levantar o tom de voz. Acho que essa frieza, essa coisa premeditada machuca mais. E nós, sempre fomos desses que gostam de se martirizar. Admitir que um ama o outro é como pedir pra apertar o gatilho de uma arma que está apontada pra nossas cabeças. Dar um nome a essa relação esta fora de cogitação. Compromisso sempre assusta. Mas apesar de tudo, eu consigo enxergar verdade. Lá no fundo, eu consigo ver amor.”


— Querido John

Um comentário:

  1. OOi^^
    Que legal seu blog, muito criativo!
    Adorei as postagens, sem falar desse design, que é um luxoo :3
    Você aceitaria visitar meu blog? Se gostar me ajuda a chegar a meta de 500 seguidores?
    Obrigada pela coompreenção!
    Beijos!

    http://imastoryne.blogspot.com

    ResponderExcluir